MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Semana da Mulher: veja as brasileiras mais PODEROSAS da América Latina; Anitta não é 1ª

Aproveitando a Semana da Mulher, o JC traz as personalidades brasileiras que figuram entre as 50 mais influentes da América Latina. A cantora e empresária Anitta não é a primeira da lista

Anitta de top amarelo segura flores vermelhas
Anitta de top amarelo segura flores vermelhas - Reprodução
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 09/03/2023, às 21h15

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Ontem (8) foi o Dia Internacional da Mulher, data para celebrar a luta e a conquista dos direitos das mulheres ao longo da história. Aproveitando a Semana na Mulher, o JC traz as personalidades brasileiras que figuram entre as 50 mais poderosas da América Latina (AL). A cantora e empresária Anitta não é a primeira da lista.

A relação foi elaborada pela Bloomberg Línea e traz as 50 Mulheres de Impacto da América Latina 2023, selecionadas porque representam avanços na igualdade de gênero nas áreas de negócios, finanças, entretenimento ou esportes. É a segunda edição da lista onde a Bloomberg reconhece as lideranças femininas na AL.

Confira abaixo as mulheres do Brasil que figuram na lista, que não representa um ranking. Ao todo, 20 nomes integram a relação, o que representa 40% do total e coloca as brasucas entre as que mais se destacaram:

  • Ana Cabral-Gardner (CEO e co-presidente do conselho da Sigma Lithium, uma das maiores mineradoras de lítio do mundo);
  • Anitta (cantora e empresária);
  • Rayssa Leal (skatista de 15 anos, campeã do mundo em 2022);
  • Tarciana Medeiros (se tornou neste começo de 2023 a primeira mulher a ocupar o cargo de presidente do Banco do Brasil);
  • Taís Araújo (atriz e empresária);
  • Virgínia Fonseca (Influenciadora no Instagram);
  • Sabrina Sato (atriz e apresentadora);
  • Mariana Oiticica (co-head no banco BTG Pactual);
  • Lidiane Jones (CEO da empresa Slack);
  • Laiz Carvalho (Economista do banco francês BNP Paribas);
  • Jessica Siqueira Manzano (executiva);
  • Gabriela Comazzetto (GM Global Business Solutions Latam and Brazil @ TikTok & Bytedance);
  • Cristina Betts (CEO no Iguatemi);
  • Anna Carolina Bassi (Empreendedora);
  • Sara Delfim (Executiva);
  • Sylvia Brasil Coutinho (lidera desde 2013 o banco suíço UBS no Brasil);
  • Carolina Cavenaghi (idealizadora do Women in Finance Summit Brazil, evento anual que reúne mulheres que trabalham no mercado financeiro, e co-fundadora e CEO do Fin4She);
  • Flavia Buarque de Almeida (sócia e CEO da Península Participações, a empresa de investimentos fundada por Abilio Diniz);
  • Marcia Esteves (CEO e sócia da Lew’Lara/TBWA, será a primeira mulher a comandar a Abap, a Associação Brasileira das Agências de Publicidade, em seus mais de 70 anos de história);
  • Paula Lindenberg (Presidente da Diageo para Brasil, Uruguai e Paraguai).

A lista completa pode ser consulta no portal Bloomberg Línea, basta clicar aqui.

+O novo Bolsa Família exclui quem consegue emprego com carteira assinada? Entenda

Semana da Mulher: origem do Dia Internacional da Mulher

O primeiro Dia Internacional da Mulher foi celebrado em 19 de março de 1911 em alguns países da Europa, incluindo Alemanha, Áustria, Dinamarca e Suíça. No entanto, a data foi posteriormente alterada para 8 de março, em homenagem às mulheres que morreram em um incêndio em uma fábrica em Nova York em 8 de março de 1908. Esse evento trágico foi um marco importante na luta pela melhoria das condições de trabalho das mulheres.

Nos anos seguintes, a celebração do Dia da Mulher se espalhou pelo mundo, ganhando força em diferentes países. Durante a Primeira Guerra Mundial, o dia foi utilizado para promover a paz e a solidariedade entre as mulheres de diferentes nacionalidades que lutavam pela paz e pelos direitos humanos. A partir da década de 1960, a luta feminista se intensificou e o Dia Internacional da Mulher se tornou um símbolo global da luta por direitos iguais. 

+Fraude no concurso da Polícia Penal do DF: PCDF investiga crime em quatro estados

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.