MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Shein anuncia fábrica no Brasil e exportação para a América Latina

A Coteminas, em parceria com a empresa chinesa Shein, anuncia o início da produção de peças de roupa no Rio Grande do Norte, a partir de julho

Shein anuncia fábrica no Brasil e exportação para a América Latina
Divulgação
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 29/06/2023, às 23h25

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Nesta quinta-feira (29), o diretor-presidente da Coteminas, Josué Gomes, revelou que a empresa iniciará a produção de peças de roupa no Rio Grande do Norte, a partir de julho. Essas roupas serão vendidas pela renomada empresa chinesa de e-commerce, Shein.

O anúncio foi feito após uma reunião entre Gomes, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a governadora Fátima Bezerra e o representante da Shein, Marcelo Claure, no Palácio do Planalto.

"Viemos aqui com a governadora Fátima porque estaremos começando agora, no mês de julho, a produção de peças do vestuário para o mercado doméstico nacional, brasileiro, e para toda a região através do Rio Grande do Norte", declarou Josué Gomes, que também preside a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

+Atenção aposentado: confira oito dicas de educação financeira

A fábrica da Coteminas responsável pela produção das peças destinadas à Shein está localizada em Macaíba, enquanto as oficinas de costura estão espalhadas por todo o estado.

O empresário ainda ressaltou que o foco inicial será na produção de jeans, produtos de brim em geral e malhas de algodão.

Marcelo Claure, chefe da Shein para a América Latina, afirmou que essa produção no Rio Grande do Norte é parte de um compromisso firmado com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, para trazer parte da produção da Shein para o Brasil.

+Inscrições para curso profissionalizante da Ambev termina nesta sexta (30)

Ele explicou que a Shein estabelecerá parcerias com fabricantes brasileiros em diferentes estados para a produção de diferentes peças que serão comercializadas pela empresa de comércio digital.

Claure destacou: "São produtos da Shein, made in Brasil para o Brasil. Nosso plano é ter 2 mil fábricas e não só fabricar para o Brasil, mas também exportar para a América Latina, sendo o Brasil uma parte importante desse processo."

A decisão da Shein de investir no Brasil surge em resposta à intenção do governo federal de impor tarifas sobre compras de produtos vendidos por plataformas de comércio chinesas.

Em abril, a Shein anunciou um investimento de R$ 750 milhões nos próximos anos para estabelecer uma rede com milhares de fabricantes do setor têxtil no Brasil. Na ocasião, a empresa fechou parceria com a Coteminas e a Santanense.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.