MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Sindicatos pressionam parlamentares para votar projetos associados a empregos e renda

Os sindicatos relatam que estão preocupados com perda de direitos trabalhistas, principalmente com a inflação mais alta nos últimos anos

Victor Meira - victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 12/04/2022, às 14h37

None
Agência Câmara
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Diversas centrais sindicais pressionaram congressistas para analisarem 22 projetos de leis em tramitação na Câmara dos Deputados e outros 13 no Senado. Os representantes das categorias entregaram, nesta terça-feira (12), uma lista de exigências para deputados da oposição. Dentre as propostas, destaque para aquelas vinculadas ao trabalho e à renda, como a política do salário mínimo (MP 1091/21) e o Auxílio Brasil (MP 1076/21).

Com o avanço da inflação e da taxa de juros crescente, os representantes sindicais relatam que estão preocupados com a garantia de direitos aos trabalhadores, principalmente quem está em regime de teletrabalho (PL 35/12) ou de aplicativos e plataformas (PLs 3748/20, 3754/20 e 3055/21), que ganharam mais força durante a pandemia do novo coronavírus.

+Senai-SP e Cetam oferecem mais 33 mil vagas gratuitas em cursos de qualificação profissional

O líder do PT na Câmara, Reginaldo Lopes (PT-MG), defende uma política de valorização do salário mínimo para promover a retomada da economia em um cenário de inflação. "O país precisa proteger os trabalhadores. A inflação deste mês de março é a maior dos últimos 30 anos e está comendo todo o poder de compra do povo que tem menor renda. Aqueles que vivem da especulação estão protegidos", explica.

Já o deputado Alencar Santana (PT-SP) acusou o governo de retirar direitos dos trabalhadores. "Este governo em nenhum momento se preocupou com o emprego, não tem nenhuma pauta de desenvolvimento e inclusão. Falar em direitos virou palavrão", criticou.

Enquanto que a deputada Professora Rosa Neide (PT-MT) chamou a atenção para as propostas que devem beneficiar mulheres, como o projeto que promove a igualdade salarial (PL 1558/21). "Fico muito feliz que as centrais defendam esta agenda", elogiou.

Os sindicalistas afirmam que acompanham projetos que podem beneficiar ou prejudicar os trabalhadores. A lista de reivindicações inclui as propostas da reforma tributária, sobre a reforma do Estado e privatizações, o meio ambiente e a democracia.

*com informações da Agência Câmara de Notícias

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.