MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Vale tudo pra passar no concurso público! Veja 5 dicas preciosas

Com base em especialistas e estudantes em preparação para concursos públicos, o JC Concursos listou 5 dicas preciosas para ajudá-lo a conquistar a tão sonhada aprovação

Mylena Lira | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 20/02/2022, às 17h04

Candidato preenche a folha de respostas da prova objetiva de concurso
Candidato preenche a folha de respostas da prova objetiva de concurso - Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Focar em concurso público pode ser uma alternativa para os que buscam por estabilidade, benefícios mais vantajosos dos que os oferecidos pela iniciativa privada e bons salários. O concurso TJDFT (Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios), por exemplo, está com inscrição aberta e paga remuneração superior a R$ 7,5 mil para quem tem apenas nível médio. Porém, não existe fórmula mágica para passar em concurso público.

Quem resolve virar concurseiro precisa ter em mente que essa decisão demandará muita dedicação, além de algumas renúncias em prol da sonhada aprovação. Para auxiliar nessa jornada rumo à posse, o JC Concursos conversou com Fabiana Zapata, Defensora Pública do Estado, Assessora Especial de Direitos Humanos da Secretaria da Segurança Pública, Mestre em adolescente em conflito com a lei e professora no Cognita Direito Fácil.

Nessas horas, nada melhor do que contar com a experiência de quem já esteve desse lado no mundo dos concursos e hoje também auxilia nos estudos dos futuros servidores públicos. "Lembre-se que é um esforço concentrado em determinado período e que pode render bons frutos e a efetivação de um projeto de vida", ressalta Fabiana.

LEIA TAMBÉM:

+Concurso Polícia Civil SP: veja 12 informações relevantes antes de se inscrever
+Concurso TJDFT: saiba o que faz o analista judiciário e vantagens do cargo
+Doação de Sangue em SP chega em situação crítica e Governo apela por novos doadores

Confira abaixo 5 dicas valiosas para passar em concurso público:

1-Organização e rotina de estudo

A maioria dos concurseiros trabalha e a correria do dia a dia pode atrapalhar os estudos. Assim, é fundamental ser organizado e manter uma rotina de estudo sustentável para acelerar a provação no concurso público almejado. Mesmo quem tem o dia todo livre pode perder horas importantes de estudo se não criar uma rotina. Antes de pensar em material, é preciso escolher um ambiente, de preferência com iluminação natural ou que seja, pelo menos, bem iluminado. Organize o espaço de forma que tenha apenas o que vai precisar durante a sessão de estudo.

Após selecionar o material, que pode ser PDF ou vdeoaula, a depender de como você assimile melhor o conteúdo, defina um cronograma de estudo. Mais uma vez, não existe um modelo único correto. É possível adotar o estudo por ciclos, intercalando as matérias, ou mesmo uma grade fechada por dia da semana. O método pode ser diferente, mas o importante é começar a sessão já sabendo o que vai estudar, evitando perder tempo valioso que poderia ser usado para avançar no edital. Ao final de cada aula, anote onde parou para retomar na próxima sessão.

"Há quem se adapte a troca de temas e matérias em um mesmo dia, o que, na realidade, varia muito de pessoa para pessoa. É sempre bom tentar os dois modelos e verificar o que mais se identifica com seu estilo e com rentabilidade. Iniciar o estudo na sequência do edital ajuda na formação de um olhar contextualizado da matéria", orienta a professora Fabiana Zapata.

O horário de estudo não precisa ser seguido. É possível estudar 1h pela manhã antes de sair para o trabalho, mais uma 1h no intervalo do almoço e outras 2h ao chegar em casa, por exemplo. Contudo, Fabiana explica que a constância é fundamental. "É sempre importante manter uma rotina de estudo, especialmente para aqueles que trabalham. Aproveitar algumas horas do dia e os finais de semana é essencial. Manter espaços muito longos entre uma leitura e outra acarreta muita perda de continuidade e, por consequência, de conteúdo da matéria abordada", esclarece.

2-Qualidade do sono

Boas horas de sono são fundamentais para passar em concurso público, pois a privação de sono interfere na concentração, na memorização do conteúdo e também reduz o ânimo para estudar. Por isso, dormir pelo menos sete horas de sono é o ideal, segundo especialistas. Quanto maior a qualidade do sono maior será a qualidade do estudo no dia seguinte. O contrário também é verdade: uma noite mal dormida vai acarretar em um dia não tão produtivo de estudo.

Portanto, não adianta se forçar e ficar acordado madrugada a fora para avançar no edital. "É essencial saber parar. Caso o candidato se comprometa a x horas de estudo diárias, mas em meio a este período perceba que já não está estudando com atenção, sempre melhor suspender a leitura porque o entendimento e a fixação já estão comprometidos. Recomece mais tarde ou no dia seguinte", alerta a professora do Cognita Direito Fácil Fabiana Zapata.

Veja algumas dicas para dormir bem:

  • evitar a exposição à luz azul, presente em telas de celular, tablet e tv, por exemplo, momentos antes de ir descansar;
  • não consumir muita cafeína, presente em alguns alimentos e bebidas, como o chá verde e o café, principalmente no final do dia;
  • deixar o celular longe do travesseiro ao se deitar para evitar distração;
  • evitar atividades físicas, principalmente intensas, próximo ao período de dormir; e
  • passar óleo essencial de lavanda na fronha do travesseiro ao deitar na cama por conta das propriedades analgésicas e relaxantes presentes na planta que contribuem para um sono melhor.

3-Alimentação balanceada

Com a correria de trabalho e estudos, é comum a alimentação ser negligenciada durante a preparação para concurso público. Porém, assim como o sono, a alimentação pode ser uma grande aliada nessa trajetória. Além de render mais disposição para os estudos, o que vai refletir em melhor rendimento diário, alguns alimentos possuem nutrientes que, se consumidos regularmente, auxiliam na saúde do cérebro.

É o caso, por exemplo, das oleaginosas (nozes, amendoins, castanhas e amêndoas) e dos grãos integrais (aveia, pão e arroz), importantes para o desempenho cognitivo. Peixes também devem ser inseridos na dieta do concurseiro porque são fontes de ômega 3 e ajudam no funcionamento do cérebro. Até mesmo o chocolate está liberado (70% cacau) por ser fonte de antioxidantes, cafeína e teobromina que potencializam a concentração e o foco. Porém, como no tópico anterior, a cafeína deve ser evitada no final do dia para não prejudicar o sono.

A organização é importante também para conseguir manter uma alimentação saudável. Uma boa alternativa para melhorar a alimentação é reservar um momento da semana para preparar marmitas que podem ser congeladas e consumidas ao longo da semana. Desta forma, vai ser mais fácil ficar longe de alimentos processados e com baixos nutrientes, mas que acabam sendo ingeridos pela facilidade de acesso.

4-Momento de lazer

Com o edital do concurso público aberto, o tempo livre tende a ser menor, mas ainda assim é importante reservar um momento para descando e lazer. Alguns concurseiros sentem culpa ao reservar momentos para relaxar, porém se divertir é tão importante quanto dormir bem e se alimentar corretamente. Isso porque momentos de prazer reduzem a ansiedade e o estresse, abrindo espaço para maior concentração e produtividade.

Um bom exercício é se dar recompensas por estudar o que deveria no dia, o que pode até acelerar o rendimento, pois o ser humano se move por desejos. Por exemplo: alinhe com você mesmo que poderá jogar 1h de videogame à noite após cumprir o ciclo de estudo diário. Desta forma, a culpa dará lugar à satisfação.

Caso curta atividade física, o momento de lazer pode ser dedicado a fazer academia, corrida, natação ou qualquer outro esporte. Porém, deve-se evitar atividades intensas antes das sessões de estudo porque o cansação físico pode levar à exaustão e prejudicar o aprendizado. Além de fazer bem à saúde do corpo, estudos científicos evidenciam que a atividade física cria novos neurôneos, faz o cérebro ficar mais ágil e aumenta a cognição.

5- Resumos ou grifos?

Em primeiro lugar, é importante deixar claro que não existe apenas uma técnica de estudo nem mesmo uma certa. Existe a que funciona melhor para cada um. Fabiana Zapata, professora do Cognita Direito Fácil, ressalta que muitos candidatos fixam melhor a matéria fazendo pequenos resumos ou grifando "assuntos" nos livros ou outros materiais. "Esses grifos ou apontamentos são utilizáveis próximos à prova, quando a leitura deve ser mais leve e serve apenas para rememorar o que já foi estudado", reforça.

Há quem não faça resumo nem mesmo grifos. E está tudo bem também. O importante é ter um material para revisão da matéria, preferencialmente produzido pelo próprio candidato, por ser uma maneira de estudo ativo. Aquilo que não é revisto é esquecido e vai passar no concurso público quem se lembrar de mais conteúdo no dia da prova, acertando o maior número de questões.

Uma opção é produzir flashcards. Trata-se de um cartão que traz uma pergunta na frente e a resposta no verso. Muitos estudantes fazem seus flashcards a partir das questões respondidas de forma errada. É uma maneira de manter um material com as principais dificuldades a serem memorizadas para o dia da tão sonhada prova. Existem aplicativos que permitem a produção dos cartões virtuais, com cronograma automático de releitura para revisão. Um dos mais conhecidos é o AnkiDroid, que pode ser baixado aqui.

Por fim, a especialista destaca que não se pode negligenciar o estudo da "lei seca" (o texto da lei sem anotações), pois muitas bancas organizadoras de concurso público reproduzem o texto integral nas questões. "Quando o conteúdo do edital indicar leis, a leitura das mesmas, sem comentários, é importante, mas sempre acompanhada de um estudo paralelo de suas principais previsões", conclui Fabiana.

+++Acompanhe as principais notícias sobre concursos e sociedade no JC Concursos. 

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.