Estude para o concurso de escrivão de polícia de SP

A Vunesp aplicará as provas do concurso de 244 vagas da Polícia Civil de São Paulo no dia 24 de fevereiro

Redação
Publicado em 17/12/2012, às 15h32

Sandra Ceraldi Carrasco

A Academia de Polícia Dr. Coriolano Nogueira Cobra instaurou o concurso público de provas e títulos para o cargo de escrivão de polícia. São 244 vagas com remuneração de R$ 2.758,34, cujas inscrições ocorrerão entre os dias 3 de dezembro e 11 de janeiro de 2013. A prova preambular está prevista para o dia 24 de fevereiro de 2013 e será organizada pela Fundação Vunesp, responsável pela seleção.

Quanto às atribuições do cargo, o escrivão de polícia é o profissional responsável por dar cumprimento às formalidades processuais de Polícia Judiciária e é de sua competência lavrar os boletins de ocorrência, autos, termos, ordens de serviço e demais atos de ofício, além de cumprir os despachos exarados pela autoridade policial imediatamente superior. Responde também por toda a documentação relativa aos inquéritos policiais e por esse motivo apresenta um cargo técnico-burocrático.

Para o certame, os candidatos deverão estar sintonizados sobre os questionamentos de língua portuguesa, pois das 26 questões exigidas na área, o conteúdo programático implicará conhecimentos de leitura e interpretação de diversos tipos de textos (literários e não literários); sinônimos e antônimos; sentido próprio e figurado das palavras; pontuação; classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção: emprego e sentido que imprimem às relações que estabelecem; concordância verbal e nominal; regência verbal e nominal; colocação pronominal e crase.

A prova, que será elaborada pela Vunesp, apresenta questões enxutas, por isso o candidato deve estar atento ao estilo de perguntas em questões que exigem conhecimentos de regras de gramática e acentuação, além de priorizar a extração de questões de textos da literatura luso-brasileira. Portanto, deixo a vocês alguns conceitos redacionais importantes.

Nos parágrafos encontramos o Tópico Frasal, ideia central ou frase-síntese. Esse período orienta e governa o resto do parágrafo e dele nascem outros períodos secundários ou periféricos. É o período mestre, que contém a frase-chave e dirige a atenção do leitor diretamente para o tema central com o potencial de gerar ideias-filhote. Geralmente, vem no começo do parágrafo, seguido de outros períodos que explicam ou detalham a ideia central.

Algumas palavras e expressões facilitam a ligação entre as ideias, estejam elas num mesmo parágrafo ou não como: assim, desse modo – possuem valor exemplificativo e complementar.

A sequência introduzida por eles serve normalmente para explicitar, confirmar e complementar o que se disse anteriormente; ainda - serve, entre outras coisas, para introduzir mais um argumento a favor de determinada conclusão; ou para incluir um elemento a mais dentro de um conjunto de ideias qualquer; aliás, além do mais, além de tudo, além disso - introduzem um argumento decisivo, apresentado como acréscimo. Pode ser usado para dar um “golpe final” num argumento contrário; mas, porém, todavia, contudo, entretanto... (conj. adversativas) - marcam oposição entre dois enunciados; embora, ainda que, mesmo que - servem para admitir um dado contrário para depois negar seu valor de argumento, diminuir sua importância.

Trata-se de um recurso dissertativo muito bom, pois sem negar as possíveis objeções, afirma-se um ponto de vista contrário; este, esse e aquele - são chamados termos anafóricos e podem fazer referência a termos anteriormente expressos, inclusive para estabelecer semelhanças e diferenças entre eles.

Bons Estudos!

Professora Sandra Ceraldi Carrasco, consultora e especialista em língua portuguesa, autora de livros e periódicos na área. Há mais de 20 anos ministra cursos e palestras, com índice recorde de aprovação. Seu mais recente trabalho aborda de forma prática o Acordo Ortográfico. Atualmente é coordenadora do curso preparatório IPA. Contato: professora.sandracarrasco@uol.com.br.

Comentários

Mais Lidas