Tudo Sobre

Concurso Correios

Fim do concurso dos Correios? Alibaba e Amazon interessadas na compra

Bolsonaro já havia dado sinal verde para a privatização do órgão, que já tem déficit de funcionários. Com isso, concurso Correios pode chegar ao fim!



Ricardo de Oliveira
Publicado em 26/06/2019, às 08h02 - Atualizado às 08h39

Concurso Correios -  Caminhões de Logística da estatal
Divulgação

Quando o governo Bolsonaro foi eleito, deixou claro muitas mudanças no governo federal, entre elas a privatização de estatais que vêm gerando "prejuízo" aos cofres públicos. Este é o caso dos Correios (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos), que sofre um desmonte, perde qualidade nos serviços prestados e, a falta do concurso Correios para recomposição do quadro pessoal do órgão, piora a situação.

Depois de aprovado os estudos para a privatização dos Correios, o órgão também informou que iria cortar despesas, com o fechamento de algumas agências e redução do quadro pessoal em várias unidades.

O Sintect/SP (Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares de São Paulo, Grande São Paulo e zona postal de Sorocaba) divulgou que a direção da ECT chama esta etapa de “readequação da rede de atendimento e da força de trabalho” .

Anteriormente, o grupo responsável pela avaliação da privatização chegou a declarar que a intenção de todas as medidas era de dar maior liberdade para que a empresa se modernize a acompanhe as mudanças de mercado promovidas pelo comercio eletrônico sem a União como controladora. 

Ao completar 50 anos, o Correios também havia confirmado a possibilidade de uma redução de aproximadamente 20% do seu quadro de pessoal. A informação foi dada pelo presidente da estatal, general Juares Aparecido de Paula Cunha que, em declaração para o jornal Folha de São Paulo, disse que o número ideal de servidores é de 85 mil empregados. Atualmente, o total é de 105 mil, o que equivale a uma redução de aproximadamente 20 mil pessoas, dentro de um processo de reestruturação da empresa, já em andamento.

Diante deste desmonte, grandes grupos e que atuam no mesmo segmento, de logística, como as gigantes Amazon e Alibaba (maior grupo chinês na internet), responsável pela AliExpress, acompanham o desdobrar desta história. Recentemente, o jornal O Dia, reportou que as gigantes do comércio eletrônico discretamente estudam a possibilidade de compra dos Correios.

O jornal também expõe a possibilidade da Amazon ou Alibaba se unirem a um grande banco nacional para a compra, para que o serviço postal seja aproveitado pelas instituições financeiras enquanto a logística da estatal serviria as gigantes internacionais.

Por enquanto, não há previsão do início do processo de privatização, pois ainda faltam alguns passos que devem ser sinalizados por Paulo Guedes e o Ministério da Economia, mas o JC Concursos estará acompanhando os próximos capítulos, para saber como fica a situação do concurso Correios para os próximos meses.

+ Resumo do Concurso Correios

Correios
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Atendente, Operador, Carteiro
Áreas de Atuação: Administrativa, Operacional
Escolaridade: Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Técnico, Ensino Superior
Faixa de salário:
Estados com Vagas: AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO

+ Agenda do Concurso

03/09/2019 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas