Escola Naval aceitará mulheres a partir de 2014

Mudança busca atualização do Corpo da Marinha. Entretanto, candidatas não podem concorrer a todas as carreiras

Da Redação
Publicado em 23/07/2013, às 16h22

A partir de 2014, a Escola Naval, instituição de ensino superior destinada a formar oficiais da Marinha, aceitará a primeira turma de mulheres no 1º ano de curso. As mudanças visam a atualização do pessoal.

Porém, as candidatas terão acesso somente à carreira do Corpo de Intendentes, com habilitação em administração. As demais carreiras da corporação são compostas pelo Corpo da Armada e pelo Corpo de Fuzileiros Navais, ambos nas áreas de mecânica, eletrônica ou sistemas de armas, que seguem restritos aos interessados do sexo masculino.

Curso - O processo seletivo é destinado a mulheres entre 18 e 21 anos, com ensino médio completo.

A formação profissional-militar conta com as disciplinas nas áreas de administração, contabilidade geral e de custo, orçamento, finanças, abastecimento, logística, auditoria e aulas de educação física, que possibilitarão o ingresso em equipes ou grêmios.

Ao final do curso de quatro anos, as participantes serão declaradas guardas-marinha, e ingressarão na segunda etapa: instrução embarcada no Navio Escola pelo período de seis meses. Na ocasião, terão a oportunidade de conhecer diversos países pelas Américas e Europa.

Após isto, serão nomeadas 2º Tenentes e designadas para exercerem atividades de Tenentes (IM) nas diversas Organizações Militares do país, como os Centros de Intendência, Bases Navais e Fuzileiros Navais, entre outros. 

Segundo informações da assessoria de comunicação da Marinha, o edital completo com abertura das vagas deve ser liberado em breve.

Comentários

Mais Lidas