MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Segundo pesquisa, existem mais casos de Burnout agora que durante a pandemia

Os profissionais estão mais exaustos agora do que estavam durante a pandemia, segundo a pesquisa

Profissionais estão exaustos
Profissionais estão exaustos - Freepik
Victoria Batalha

Victoria Batalha

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 01/03/2023, às 08h58 - Atualizado às 09h07

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A exaustão em relação ao trabalho está atingindo profissionais em todo o mundo, é o que revela uma pesquisa feita pela Future Forum. Mais de 40% dos trabalhadores de escritório estão se sentindo esgotados em comparação ao período mais alto da pandemia de Covid-19. Esse sentimento está mais forte fora dos 

Segundo a pesquisa, a incerteza econômica, as demissões em massa e a pressão para o retorno do trabalho 100% presencial são as causas. A maioria dos casos de Burnout são entre mulheres e profissionais mais jovens. 

O Reino Unido vem recentemente passando por greves, que paralisaram a região, enquanto os sindicatos do setor público estão protestando porque consideraram os aumentos salariais muito baixos. Já no Japão, o governo está pedindo ajuda às empresas, para ajudarem os profissionais a lidarem com a inflação que ocorre no país asiático, a mais alta desde 1981.

Os Estados Unidos também vem passando por dificuldades, principalmente devido às demissões em massa que vem acontecendo, como as que ocorrem nas big techs, além de que o retorno para o trabalho presencial não é mais uma opção, mas obrigatório. Porém, no país norte-americano, os trabalhadores parecem um pouco mais satisfeitos em comparação aos profissionais de outros países. 

41% dos profissionais dos Estados Unidos falaram que sentem mais esgotados, a média global é de 42%. 

Para realizar o levantamento, a Future Forum entrevistou profissionais dos Estados Unidos, Japão, Austrália, França, Alemanha e Reino Unido, cerca de 10.243 profissionais entre novembro e dezembro do ano passado. O estudo apontou que os trabalhadores com benefícios mais flexíveis (horários e locais de trabalho), são os mais satisfeitos, produtivos e não querem pedir demissão. 

A pesquisa também revelou que os profissionais que possuem horários fixos tem duas vezes mais chances de procurar por um novo emprego. 

Outro fator que vem sobrecarregando os trabalhadores é o excesso de tecnologia, que ficaram submetidos a tantas coisas novas que acabaram tendo que lidar com ferramentas demais e não é apenas as reuniões onlines. Em grandes empresas, é usado em média 211 aplicativos diferentes, é o que revela uma pesquisa da Okta. 

O que é Síndrome de Burnout 

A síndrome de Burnout é cauterizada pelo estado de exaustão mental e física causada pelo esgotamento emocional prolongado devido ao estresse em pressão no trabalho. Surgem sintomas como desânimo, desmotivação, irritabilidade, apatia, diminuição da realização pessoal e profissional. 

Outros sintomas podem surgir como cansaço constante, dificuldade para concentrar, problemas de sono, dores musculares e de cabeça, sentimentos de ansiedade e depressão e até mesmo problemas com sistema imunológico e cardiovascular.

Siga o JC Concursos no Google News

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.