MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | saúde | Sociedade | youtube jc

Estudo aponta relação entre Covid-19 e doenças neurodegenerativas; saiba mais

Pesquisa da Dinamarca percebeu ligação entre Covid-19 e doenças neurodegenerativas, após comparação com quem não teve a doença. Entenda como isso é possível

Glícia Lopes* | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 29/06/2022, às 20h06

Pessoa tocando holograma de massa encefálica. Legenda: "Covid-19: Quem teve a doença tem mais chance de ter Alzheimer, AVC e Parkinson" | Foto: Divulgação
Pessoa tocando holograma de massa encefálica. Legenda: "Covid-19: Quem teve a doença tem mais chance de ter Alzheimer, AVC e Parkinson" | Foto: Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Pesquisadores do Hospital da Universidade de Copenhague, na Dinamarca, apresentaram um estudo que comprova que pessoas que contraíram Covid-19 têm maior risco de desenvolver doenças do sistema nervoso. O estudo fez uma comparação entre quem teve Covid e quem não teve. O primeiro grupo apontou maior conexão entre Covid-19 e doenças neurodegenerativas.

Em 2012, um artigo revelou que quem contrai infecções virais recorrentemente, poderia estar mais suscetível a situações de neurodegeneração. Segundo o estudo, a série de infecções virais poderia desencadear uma cascata de eventos, assim como a que acontece nos casos das doenças neurodegenerativas e poderiam, então, acelerar o processo de degradação neural.

A gripe, por exemplo, foi uma das infecções virais que já havia apresentado um potencial de aumentar o risco de surgimento de doenças do sistema nervoso. O estudo se mostrou no estágio observacional, ainda não sendo conclusivo, não possibilitando a confirmação das causas e consequências dessa relação.

A pesquisa trabalhou sob a hipótese de que a associação entre doenças virais e neurodegenerativas se dê por intermédio da inflamação causada pela infecção viral no sistema nervoso, contribuindo, assim, para acelerar o desenvolvimento de desordens neurológicas.

+++ Confira o estado do influenciador com varíola dos macacos; casos continuam crescendo no Brasil

Relação entre Covid-19 e doenças neurodegenerativas

O estudo foi realizado através da análise dos registros de saúde de parte da população da Dinamarca, entre os anos de 2020 e 2021. Eles coletaram os dados de cerca de 43 mil pessoas que testaram positivo para a Covid-19 e calcularam os riscos de desenvolver doenças degenerativas relativos aos seguintes grupos: idade, sexo e comorbidades. A conclusão do estudo foi publicada na revista Frontiers in Neurology.

O experimento apontou que aqueles que foram infectados pelo coronavírus, apresentaram os seguintes dados:

  • Hemorragia cerebral: 4,8 vezes mais chance
  • Alzheimer: 3,5 vezes mais chance de desenvolver a doença
  • Acidentes vasculares cerebrais (AVC): 2,7 vezes mais chance
  • Parkinson: probabilidade 2,6 vezes maior

A inflamação causada no sistema nervoso pela infecção por Sars-CoV-2, também provocada pela infecção com Influenza, vírus da gripe, é a principal hipótese de facilitar o desenvolvimento de doenças neurodegenerativas. Mas, o estudo afirma que ainda não tem clareza no que diz respeito às causas desse problema.

As principais sequelas conhecidas que são deixadas pela Covid-19 são:

  • tosse persistente
  • dores de cabeça
  • alterações de memória
  • aumento do risco de distúrbios cardíacos, psiquiátricos e neurológicos

Os pesquisadores afirmam, ainda, que as doenças relacionadas ao sistema nervoso têm diversos fatores e as infecções virais recorrentes são apenas um indicativo que contribui para o desenvolvimento dos distúrbios. São necessários mais estudos e mais pessoas envolvidas nos experimentos para se confirmar os dados obtidos.

*Estagiária sob supervisão da jornalista Mylena Lira

+++ Acompanhe as principais informações sobre Saúde no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaques
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.