Concurso TJ SP - Escrevente Previsto

Orgão: TJ SP - Tribunal de Justiça de São Paulo
Nº vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Escrevente
Áreas de Atuação: Administrativa
Escolaridade: Ensino Médio
Faixa de salário:
Estados com Vagas: SP
Cidades: São Paulo - SP

Publicado em 16/06/2019, às 22h10 - Atualizado em 02/03/2021, às 14h22


O novo  concurso TJ SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) para a carreira de escrevente técnico judiciário foi oficialmente confirmada pela coordenadora do setor de concursos e nomeações do órgão, Silvia Cruz de Mendonça. Porém, oferta de vagas e previsão de edital ainda não foram divulgados. Para concorrer ao cargo é necessário possuir apenas ensino médio, com remuneração inicial de R$ 6.301,71 , incluindo salário básico de R$ 4.981,71, auxílio alimentação de R$ 990 (R$ 45 por dia, considerando 22 dias) e auxílio-saúde de R$ 330. Vale ressaltar que, além disso, os servidores podem contar com adicionais, caso o servidor conte com formação superior, pós-graduação, mestrado ou doutorado.  

Concurso TJ SP: saiba mais sobre a seleção

Agora é oficial. A realização do novo  concurso TJ SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) para a carreira de escrevente técnico judiciário foi oficialmente confirmada pela coordenadora do setor de concursos e nomeações do órgão, Silvia Cruz de Mendonça. Em resposta ao JC Concursos, Mendonça reforçou que o certame já está em análise, mas ainda não há uma definição à respeito da quantidade de cargos ou de quando o edital poderá ser efetivamente publicado. "Há estudos a respeito de abertura de novo concurso para provimento de cargos de escrevente técnico judiciário, mas ainda sem previsão de publicação e também sem definição donúmero de vagas", respondeu.

De qualquer forma, também em resposta à redação do JC Concursos, a assessoria de imprensa do TJ SP complementou que a seleção será destinada apenas à reposição de servidores, ainda em fase de estudos. De qualquer forma, quem pretende ingressar na carreira deve iniciar os estudos o quanto antes, uma vez que a oferta de vagas costuma ser bastante generosa, além de o tribunal ter como prática a convocação de muitos remanescetes durante o prazo de validade de seus editais.

Para concorrer ao cargo é necessário possuir apenas ensino médio, com remuneração inicial de R$ 6.301,71 , incluindo salário básico de R$ 4.981,71, auxílio alimentação de R$ 990 (R$ 45 por dia, considerando 22 dias) e auxílio-saúde de R$ 330. Vale ressaltar que, além disso, os servidores podem contar com adicionais, caso o servidor conte com formação superior, pós-graduação, mestrado ou doutorado.  

A seleção deve ser destinada às regioões administrativas 1 e 4, cujo certame anterior, iniciado em 2017, teve seu prazo de validade encerrado no último dia 2.

A primeira região administrativa engloba a capital e cidades de São Bernardo do Campo, Santo André, Osasco, Guarulhos, Mogi das Cruzes e Itapecerica da Serra.  

Já a quarta região administrativa inclui a sede, em Campinas, além das cidades de Jundiaí, Bragança Paulista, Mogi Mirim, Rio Claro, Limeira, Pirassununga, Piracicaba, São João da Boa Vista, Americana e Amparo.

O órgão ainda conta com um outro concurso ainda em validade para o cargo, que engloba as regiões 2ª, 3º, 5ª, 6ª, 7ª, 8º, 9ª e 10ª. Para estas, o prazo vai até março, mas pode ocorrer algum acréscimo pela suspensão do prazo em março de 2020, em decorrência da crise de Covid 19.

Embora o número de vagas ainda não esteja definido, a expectativa por uma grande oferta de oportunidades se deve ao fato de a pasta contar com nada menos do que 5.695 vagas em aberto para a carreira.

Informações complementares

Edital anterior do concurso TJ SP

Em março de 2018, foram aplicadas as provas objetivas para o processo seletivo com 235 chances de escrevente técnico judiciário distribuídas entre as Circunscrições Judiciárias que compõem as 2ª, 3º, 5ª, 6ª, 7ª, 8º, 9ª e 10ª Regiões Administrativas Judiciárias, com sedes nas cidades de Araçatuba, Bauru, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba.

Já em julho de 2017 ocorreram os testes para o concurso do TJ SP que visou a preencher 590 postos nas 1ª e 4ª Regiões Administrativas Judiciárias, que ficam respectivamente na Grande São Paulo e Campinas. O concurso terminará a validade em dezembro deste ano.

Quem participou das duas seleções tem a chance de ser convocado durante toda a validade. E os concurseiros que não se inscreveram ou que não foram classificados podem se preparar para os próximos concursos, que costumam ocorrer logo após o término da validade do anterior para as regiões administrativas específicas.

Atribuições ao cargo

O escrevente será responsável por executar atividades relacionadas à organização dos serviços que envolvam as funções de suporte técnico e administrativo às unidades do Tribunal de Justiça; dar andamento em processos judiciais e administrativos; atender ao público interno e externo; elaborar e conferir documentos; controlar a guarda do material de expediente; atualizar-se quanto à legislação pertinente à área de atuação e normas internas.

No momento, quem ocupa a posição no TJ SP recebe um salário mensal no valor de R$ 6.193,73, sendo que as parcelas que o compõe são: salário inicial de R$ 4.706,53, auxílio-alimentação de R$ 990, auxílio-saúde de R$ 330 e auxílio-transporte de R$ 167,20.

Conteúdo programático concurso TJ SP

Todas as seleções do órgão sempre costumam ter a Fundação Vunesp como a banca organizadora. As avaliações objetivas apresentam 100 questões de múltipla escolha, que abordam conteúdos de:

  • língua portuguesa;
  • direito penal, processual penal, processual civil, constitucional, administrativo;
  • normas da CGJ;
  • atualidades;
  • informática;
  • raciocínio lógico e;
  • matemática. 

Como segunda etapa, os candidatos convocados realizam teste prático que envolve digitação e formação de texto no Microsoft Word 2010.

Requisitos do cargo de escrevente do TJ SP

O concurso TJ SP exige que o cargo de Escrevente Técnico Judiciário tenha o certificado de conclusão ou diploma de nível médio expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação), Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação. Além disso, é exigido:

a) ser brasileiro nato, naturalizado ou gozar das prerrogativas previstas no artigo 12, § 1º da Constituição Federal;
b) ter 18 anos de idade completos até a data do encerramento das inscrições (19/07/2010);
c) ser eleitor e estar quite com a Justiça Eleitoral;
d) estar em dia com as obrigações do Serviço Militar;
e) não ter sido condenado por crime contra o patrimônio, a administração, a fé pública, os costumes e os previstos na Lei nº 11.343 de 23.08.2006;f) ter concluído, até a data da posse, o ensino médio.

A carga horária é de 40 horas semanais.

Preparação para o concurso do TJ SP

Apesar de ainda não haver uma previsão para um novo edital, os interessados em ingressar no quadro do Tribunal de Justiça de São Paulo devem se preparar com antecedência. As próximas seleções tendem a ocorrer logo depois de encerrar a validade das que estão em vigência.

Por enquanto, os concurseiros podem estudar com base no conteúdo programático dos últimos concursos, que foram praticamente iguais e, geralmente, realizados pela mesma organizadora.

Acompanhamento do concurso TJ SP

O JC Concursos fará a cobertura completa do concurso TJ SP, através desta página, em contato com a associação e órgãos responsáveis para a publicação do edital. Abaixo você encontra as notícias relacionadas, os anexos e as provas anteriores.

Concurso TJ SP: veja dicas de preparação emocional


Notícias do concurso TJ SP - Escrevente

Provas TJ SP - Tribunal de Justiça de São Paulo

Nenhuma prova encontrada

Sobre TJ SP - Tribunal de Justiça de São Paulo

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) é um órgão do Poder Judiciário de São Paulo, com sede na capital e jurisdição em todo o território estadual.

É constituído por 56 Circunscrições Judiciárias (CJ) pelo interior do estado e conta com 360 desembargadores, sendo considerado o maior tribunal do mundo. Se forem considerados, além dos desembargadores, os juízes substitutos em segundo grau e os juízes convocados, a quantidade de julgadores chega a 729.


Comentários

Mais Lidas