MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Aumento da inflação: veja os produtos e serviços que sofrem maior reajuste

O mês de janeiro, geralmente, conta com um aumento da inflação devido a atualização de taxa de serviços

Victor Meira - victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 07/02/2022, às 14h07

Aumento da inflação: veja os produtos e serviços  que sofrem maior reajuste
Aumento da inflação: veja os produtos e serviços que sofrem maior reajuste - Freepik
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Diante da retomada da economia ao longo do ano de 2021, o brasileiro sofreu bastante com a perda do poder de compra por causa de uma inflação na casa dos dois dígitos. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o ano passado fechou o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 10,06%, o indicador oficial de inflação do país.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), indicador utilizado para calcular a inflação e o reajuste salarial para diversas categorias de trabalhadores, inclusive o salário mínimo, ficou em 10,16%.

Com isso, o Comitê de Política Monetário (Copom), do Banco Central (BC ou Bacen), aprovou o aumento da taxa Selic de 9,25% ao ano para 10,75% para diminuir a demanda por serviços e, consequentemente, os preços também. 

Para te ajudar a compreender melhor sobre inflação, o JC Concursos preparou uma lista dos segmentos que mais estão sofrendo atualmente com a inflação alta neste início de 2022.

Nesta segunda-feira (07), a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou um indicador para medir o Índice Geral de Preços, também conhecido como IGP-DI. Segundo a pesquisa, janeiro registrou um aumento de 2,01% no aumento dos preços. 

O coordenador dos Índices de Preços, André Braz, explica que as commodities e combustíveis foram as principais responsáveis pela alta. Somente estes dois itens registraram um aumento de 2,57%. 

“Apesar da desaceleração registrada no preço do minério de ferro (de 17,62% para 11,33%) ele continua respondendo por parte expressiva do resultado do IPA, 30%. Além da contribuição do minério, soja (de 0,89% para 5,55%), milho (de -0,02% para 8,40%) e Diesel (de 0% para 5,13%) também registraram aumentos e contribuíram para a elevação da inflação medida pelo IGP-DI”, relata Braz.

Os grupos Educação, Leitura e Recreação (0,56% para 1,64%), Alimentação (0,72% para 1,15%), Comunicação (-0,08% para 0,53%) e Despesas Diversas (0,11% para 0,20%) apresentaram acréscimo em suas taxas de variação.

Estas classes de despesa foram influenciadas pelos seguintes itens: cursos formais (0,00% para 6,47%), hortaliças e legumes (-3,73% para 7,87%), combo de telefonia, internet e TV por assinatura (-0,16% para 0,88%) e conselho e associação de classe (0,48% para 2,14%).

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Economia no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.