MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Bolsonaro culpa a Ucrânia por ter entregue país a um comediante

Bolsonaro adota uma postura neutra na Guerra entre Rússia e Ucrânia por avaliar que cada país tem a sua justificativa para o conflito

Victor Meira - victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 28/02/2022, às 11h50

Bolsonaro culpa a Ucrânia por ter entregue país a um comediante
Bolsonaro culpa a Ucrânia por ter entregue país a um comediante - Agência Brasil
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

O presidente Jair Bolsonaro (PL) revelou a sua postura em relação à Guerra entre Rússia e Ucrânia. O chefe do Executivo brasileiro afirmou que será neutro nessa questão, uma vez que cada país tem a sua justificativa ao conflito entre os países do Leste Europeu. 

Apesar de defender a neutralidade, Bolsonaro foi perguntado se a sua postura tem haver com o possível bom relacionamento com o presidente russo Vladmir Putin e ele respondeu minimizando a ofensiva da Rússia e criticando os ucranianos. 

+Guerra na Ucrânia pode afetar a economia do Brasil? Saiba como

“Eu acho que o povo confiou nele [no presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky] para traçar o destino de uma nação. Confiou a um comediante o destino de uma nação. Ele deve ter equilíbrio, segundo a população ucraniana, para tratar desse assunto. Tanto é que ele já aceitou conversar”, disse Bolsonaro na entrevista coletiva, no último domingo (27).

Ainda ontem, Zelensky informou que irá conversar com a Rússia para debater a situação do conflito na fronteira com Belarus, próximo da zona de exclusão de Chernobil. 

Quem é Volodymyr Zelensky?

Bolsonaro criticou a escolha eleitoral dos ucranianos em escolher um comediante para liderar um país com cerca de 48 milhões de habitantes, segundo maior país em área territorial da Europa e terceiro maior produtor de grãos do mundo. Mas quem é Volodymyr Zelensky, que foi criticado pelo brasileiro? Vamos apresentar um breve resumo sobre o presidente ucraniano. 

Zelensky foi um dos principais comediantes da Ucrânia até o final de 2018 porque no ano seguinte ele tomou posse como presidente da república. Ele é formado em direito, mas pouco atuou na área por se dedicar com mais afinco no humor, mesmo no início da carreira. O futuro presidente ganhou aos poucos destaque e fama no país e até criou a sua própria produtora. 

Durante o seu percurso, ele fechou um contrato com o canal de TV 1+1, que pertence a Igor Kolomoysky, dono também do maior banco ucraniano e desafeto de Putin. Inclusive, o banqueiro se refere ao presidente russo como "baixinho, esquizofrênico e incapaz".

+Guerra na Ucrânia pode afetar inflação e PIB no Brasil, aponta FGV

Após a crise de 2014, que derrubou o ex-presidente, Viktor Yanukoyvich, Zelensky criou uma nova série chamada de Servo do Povo. No programa, ele interpreta uma pessoa comum, professor de história, que se revolta contra o governo e acaba eleito presidente, num símbolo de luta contra a "velha política".

Em 2018, Zelensky  anuncia a candidatura à presidência e vence o atual presidente Petro Poroshenko, na época, no segundo turno com 73% dos votos válidos

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.