MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Gás de cozinha ou eletrodomésticos? Veja o que vale mais a pena

Brasileiros têm precisado driblar a alta de preço do gás de cozinha e da energia, que nos últimos 12 meses chegou a 12,85%. Veja o que vale mais a pena

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 02/05/2022, às 15h26

Gás de cozinha ou eletrodomésticos? Veja o que vale mais a pena
Gás de cozinha ou eletrodomésticos? Veja o que vale mais a pena - Agência Brasil
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Os brasileiros têm pensado em alternativas para driblar a alta de preço do gás de cozinha e da energia, já que o IPCA-15 registrou nos últimos 12 meses uma alta de 12,85%. Afinal, é mais barato preparar alimentos usando gás ou utilizar energia com eletrodomésticos, como a air fryer? Veja o que vale mais a pena. 

A variação de preços do botijão de gás chegou a 32,45%, já o gás encanado 35,10% e a energia elétrica 30,16% nos últimos 12 meses. Especialistas em eficiência energética ouvidos por um site afirmaram que usar eletricidade pode sair mais barato. 

+++ Juros, inflação e renda mais baixa provoca maior número de pessoas endividadas em 12 anos

Gás de cozinha ou eletrodomésticos? Saiba o que sai mais em conta 

A pesquisadora do Programa de Planejamento Energético da Coppe/UFRJ, Paula Borges, ouvida pelo GLOBO diz que “quando se fala de cocções no forno, o elétrico acaba sendo mais eficiente. Até por ser menor, ele geralmente concentra mais calor em menos espaço. Já quando comparamos a chama do fogão com esses aparelhos de cocção elétrica, a diferença é muito pequena”. 

A alta do gás de cozinha anunciada na última sexta-feira, com 19%, pode tornar o uso de aparelhos eletrodomésticos mais vantajoso. A especialista diz que os aparelhos eletrônicos usam potências maiores e gastam menos tempo de cozimento, o que acarreta em uma maior economia.  

Veja algumas dicas para economizar utilizando o gás de cozinha 

O diretor executivo do International Energy Initiative (IEI) Brasil, Rodolfo Gomes, também em entrevista ao portal, elencou algumas táticas para reduzir o consumo de gás de cozinha. Confira: 

Ao cozinhar comida com água fervendo, manter o fogo baixo ao começar a ferver, assim você mantém a fervura e gastará menos gás. 

Outra dica consiste em tampar as panelas para reter calor, é o que aconselha o consultor da FGV Energia, Paulo Cunha. O especialista analisa que, apesar dos cálculos mostrarem uma maior economia ao utilizar a air fryer, o resultado pode ser diferente ao serem observadas algumas práticas. 

Como é o caso do preparo de mais de uma receita simultaneamente no forno, já que “o calor para um preparo seguido, reduzindo o consumo de gás, e usar o calor do forno, após desligado, para manter a comida aquecida. Nada disso entra na conta”.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.