MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Guerra na Ucrânia já causou danos de 100 bilhões de dólares. Entenda

Danos causados pela Guerra na Ucrânia já chegam a 100 bilhões de dólares; senado brasileiro votará projetos para amenizar impactos na economia do Brasil

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 10/03/2022, às 15h15

Danos causados pela guerra na Ucrânia já chegam a 100 bilhões de dólares
Danos causados pela guerra na Ucrânia já chegam a 100 bilhões de dólares - Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

A invasão militar russa contra a Ucrânia já causou um prejuízo de cerca de US$ 100 bilhões em estradas, pontes e negócios na Ucrânia, causando grande prejuízo para a economia do país do Leste Europeu. A informação é de uma autoridade do governo de Kiev, nesta quinta-feira (10). 

Até o momento, segundo informações da ONU, cerca de 2,3 milhões de pessoas já deixaram o país por conta da Guerra na Ucrânia. O conflito também provoca impactos na economia brasileira, já que pode promover aumento no preço dos alimentos e combustíveis.

Guerra na Ucrânia: impactos na economia do país do Leste Europeu 

Os prejuízos fizeram com que cerca de 50% das empresas deixassem de operar, segundo o principal conselheiro econômico de Zelensky, Oleg Ustenko.

Ustenko também reforçou o apelo a governantes europeus e autoridades que podem cortar o acesso de Moscou ao “dinheiro de sangue”, além de boicotar o gás natural e o petróleo russo, "os europeus continuam a pagar esse monstro para matar nosso povo, gente inocente", enfatizou.

O conselheiro também elogiou as sanções econômicas impostas pelo governo americano com a suspensão das importações do petróleo russo, bem como espera que Washington também possa criar um fundo de recuperação para a economia ucraniana.  

Governo brasileiro tenta conter alta dos combustíveis 

Os impactos nos preços dos combustíveis como consequência dos conflitos entre Rússia x Ucrânia tem preocupado os consumidores. A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (10) um aumento de até 24,9% no preço dos combustíveis. O diesel terá o maior ajuste, também sofrerá aumento de preços o gás de cozinha após 152 dias. 

No Senado, a votação de dois projetos que visam reduzir os preços dos combustíveis nos postos foi adiada pelo plenário nesta quarta-feira (9). Mesmo entendendo que o projeto estava maduro e pronto para ser votado, o relator dos dois textos, senador Jean Paul Prates (PT-RN), aceitou o novo adiamento.

As medidas que barateiam o preço dos combustíveis podem ser votados amanhã, com a alta desenfreada nos combustíveis provocada pela Guerra na Ucrânia — o preço do barril de petróleo tipo Brent, referência global para as negociações de commodity, chegou a marca de US$ 137, o que significa o registro de uma alta desde 2008.

Parlamentares acreditam que o cenário é favorável para a aprovação dos projetos que podem amenizar as disparadas de preços após a guerra. 

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.