MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Inflação oficial (IPCA) sobe 0,54% em janeiro e registra alta de 10,38% em um ano

Além do IPCA, o IBGE também divulgou índice de inflação do INPC que também cresceu em janeiro e ultrapassa os 10%

Victor Meira - victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 09/02/2022, às 10h29

Inflação oficial (IPCA) sobe 0,54% em janeiro e registra alta de 10,38% em um ano
Inflação oficial (IPCA) sobe 0,54% em janeiro e registra alta de 10,38% em um ano - Freepik
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Nesta quarta-feira (09), o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que registra a inflação oficial do Brasil, foi divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O IPCA de janeiro foi de 0,54%, uma queda de 0,19 ponto percentual p.p. em relação a dezembro (0,73%). Essa foi a maior variação para um mês de janeiro desde 2016, quando subiu 1,27%. 

No acumulado dos últimos 12 meses,  o IPCA registra uma alta de 10,38%, acima dos 10,06% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em janeiro de 2021, a variação mensal foi de 0,25%.

Oito dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados tiveram alta em janeiro. A maior variação veio de Artigos de residência (1,82%), que acelerou em relação a dezembro (1,37%). Na sequência, vieram Alimentação e bebidas (1,11%), maior impacto no índice do mês (0,23 p.p.), Vestuário (1,07%) e Comunicação (1,05%). 

Já a variação de Habitação (0,16%) foi inferior à do mês anterior (0,74%). O único grupo em queda foi Transportes (-0,11%), que havia subido 0,58% em dezembro. Os demais grupos ficaram entre o 0,25% de Educação e o 0,78% de Despesas Pessoais.

INPC sobe 0,67% em janeiro

Além do IPCA, o IBGE também publicou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) foi de 0,67% em janeiro, abaixo do resultado do mês anterior (0,73%). Foi a maior variação para um mês de janeiro desde 2016 (1,51%). O INPC acumula alta de 10,60% nos últimos 12 meses, acima dos 10,16% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em janeiro de 2021, a taxa foi de 0,27%.

Os produtos alimentícios aceleraram de 0,76% em dezembro para 1,08% em janeiro. Já os não alimentícios desaceleraram, indo de 0,72% em dezembro para 0,54% em janeiro.

*com informações do IBGE

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.