Maia afirma que reforma administrativa deve ir a plenário apenas em 2021

Para Maia, a reforma administrativa é uma ferramenta necessária para melhorar a qualidade do gasto público brasileiro

Redação
Publicado em 16/06/2020, às 12h19

None
Najara Araújo/Agência Câmara

Durante a live promovida pela Conexão Empresarial, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu a reforma administrativa como um instrumento para melhorar a qualidade do gasto público brasileiro, mas que a tramitação da proposta no Congresso deve atrasar em razão de o Executivo adiar o envio da matéria para 2021. 

Além disso, Maia destacou que a prioridade neste momento na Casa é a votação da reforma tributária e cobrou que o setor privado dê sua contribuição para a retomada da economia.

“Temos um sistema tributário que tributa mais o consumo do que a renda, o que prejudica mais os trabalhadores do que a elite, e temos uma economia fechada, o que significa que privilegiamos a não concorrência. Isso é importante que seja organizado”, acrescentou.

“Simplificação e segurança jurídica são importantes. Vamos ter uma longa agenda do segundo semestre para encontrar os caminhos ao desenvolvimento econômico sustentável de médio e longo prazos”, declarou o presidente.

Economia

Segundo ele, o País ainda vai viver um período de pico de crise econômica mais profunda no segundo semestre. Ele defendeu que o Estado brasileiro continue organizando a área social e aja para garantir os financiamentos prometidos para as empresas. Maia lembrou que há setores que não foram beneficiados por políticas por parte do governo.

“No setor de aviação estamos vivendo uma tragédia, e a gente não consegue nem organizar uma linha de crédito para capital de giro para as companhias aéreas”, citou. “Se a gente for ao porto de Santos, vamos ver navios parados, sem ter o que fazer. Essa crise não será superada com conflitos e polêmicas, será superada com harmonia e diálogo”, sustentou o presidente da Câmara.

*reprodução Agência Câmara de Notícias

Comentários

Mais Lidas