MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Operação da Polícia Federal combate quadrilha organizada em extração de madeira

Quadrilha organizada em extração de madeira é alvo de operação da Polícia Federal, entre os crimes estão associação criminosa e obstrução da justiça

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 09/03/2022, às 16h06

Quadrilha organizada em extração de madeira é alvo de operação da Polícia Federal
Quadrilha organizada em extração de madeira é alvo de operação da Polícia Federal - Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Uma operação da Polícia Federal deflagrada na terça-feira (8) cumpriu seis mandados de busca e apreensão no município de Santarém, no Pará. Denominada como PAVÃO MISTERIOSA, a ação teve por objetivo combater os crimes de extração ilegal de madeira, associação criminosa, falsidade ideológica e obstrução da justiça. 

Os envolvidos, suspeitos da prática de extração ilegal de madeira, tiveram os bens bloqueados em mais de R$6 milhões das contas de pessoas físicas e jurídicas. Se for confirmada a hipótese da prática de crime, os acusados podem ser condenados a mais de 15 anos de prisão. 

+ Correios é condenado a pagar R$ 300 mil a família de funcionário morto por Covid-19 

Extração de madeira ilegal em Santarém

Para a operação, foi adotada uma logística especial para preservar todos os envolvidos na missão, no intuito de preservar a saúde dos investigados, testemunhas e policiais para evitar o contágio da Covid-19.

O nome da operação faz analogia à literatura de cordel e associa a dificuldade em se desarticular a quadrilha, que fez uso de interpostas pessoas, laranjas e testas de ferro, para prática de crimes e consequente dificultar a investigação policial.

A extração de madeira ilegal em Santarém tem acontecido com frequência, a região promove o encontro entre o rio Tapajós e o Rio Amazonas. 

A Polícia Militar do Estado já tinha desarticulado no mês de fevereiro, duas serrarias ilegais na região. Os crimes estariam acontecendo na região do Chapadão, a polícia chegou ao local após denúncias. 

Desmatamento na Amazônia 

O Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) alerta que o desmatamento na região amazônica em 2022 pode ser o maior em 16 anos. Só para se ter uma ideia, a Amazônia poderá ter mais de 15 mil km² de área destruída até julho deste ano. O número previsto pelo instituto é o de 16,3% maior do que o período entre 2020 e 2021, que teve 13.235 km2 de área desmatada.  

A área que está sob risco de devastação é considerada quase três vezes maior do que o Distrito Federal. No entanto, de acordo com o Imazon ainda é possível evitar ao menos 71% da destruição esperada para este ano. 

* Com Ascom PF 

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.