MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Reajuste nos preços dos combustíveis deve enfraquecer o setor de varejo; Entenda

O setor do varejo já enfrenta dificuldades com uma inflação e juros mais altos. O reajuste dos combustíveis deve ser mais um desafio para o setor

Victor Meira - victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 11/03/2022, às 11h46

Reajuste nos preços dos combustíveis deve enfraquecer o setor de varejo; Entenda
Reajuste nos preços dos combustíveis deve enfraquecer o setor de varejo; Entenda - Freepik
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

O aumento dos combustíveis anunciado, ontem (10), pela Petrobras (PETR3; PETR4) deve gerar um efeito dominó de crescimento de preços na economia. Um dos setores mais prejudicados pelo reajuste será o varejo, que já sofre com a inflação e taxa de juros mais altos

Uma reportagem do jornal Valor Econômico indica uma revisão baixista nas projeções de crescimento do varejo feita por duas consultorias: a Tendências Consultoria e a LCA Consultores. As empresas preveem quedas de 0,5% e 0,6% no volume de vendas, respectivamente. Anteriormente, a expectativa era um crescimento de 2,4% e 1,6%.

A escalada nos preços da gasolina e diesel não afetará apenas a inflação, mas deve provocar um aumento geral nos preços por conta do frete. Assim, o apetite dos consumidores deve cair nas próximas semanas.

A Tendências Consultoria reduziu a expectativa para o crescimento do varejo restrito, o indicador que não inclui veículos nem material de construção, de 1,1% para 0,7%. Enquanto que a LCA Consultores continuou com a mesma projeção de 1,2%, entretanto com uma composição diferente: retração nos combustíveis e aumento maior em artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria.

O impacto do aumento dos combustíveis no varejo

A economista da Tendências, Isabela Tavares, explica que a perspectiva era mais positiva com a valorização do real e o volta presencial dos consumidores com o fim da pandemia. Contudo, os efeitos da guerra e as pressões inflacionárias promoveram uma visão mais pessimista.

Em 2020, em virtude das medidas de distanciamento social feitas para controlar os casos na pandemia de covid-19 promoveram uma queda de 9,7% nas vendas no varejo. No ano seguinte, o setor até conseguiu se recuperar no primeiro semestre, mas a disparada do preço do petróleo no mercado internacional a partir do meio do ano começou a pressionar o setor.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.