MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Sanções contra a Rússia: veja os impactos econômicos que serão aplicados

Ucrânia sofre primeiros ataques e países do ocidente declaram sanções contra a Rússia. Economia do Brasil também pode ser afetada pela ofensiva militar russa

Mylena Lira | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 24/02/2022, às 17h30 - Atualizado às 17h42

Sanções contra Rússia: líderes políticos anunciam penalidades contra ataque à Ucrânia
Sanções contra Rússia: líderes políticos anunciam penalidades contra ataque à Ucrânia - Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Após ameaças, a Rússia lançou uma ofensiva militar contra a Ucrânia nesta quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022. Os ataques começaram na madrugada e mais de 50 pessoas morreram. Desde a Segunda Guerra Mundial, esse é considerado o maior ataque de um país europeu contra outro do mesmo território. Os Estados Unidos da América (EUA) e a União Européia repudiaram a ação do governo Vladmir Putin e anunciaram sanções contra a Rússia.

O objetivo é afetar o crescimento econômico dos russos. A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von Der Leyen, disse que a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e a União Europeia estão unidas em favor da Ucrânia e na aplicação de sanções contra a Rússia. "Vamos apresentar um pacote de novas sanções para que sejam aprovadas pelos líderes europeus. Esse pacote vai limitar fortemente o acesso da Rússia ao mercado financeiro. Já houve pressões contra a Rússia nas últimas semanas e essas pressões vão aumentar", afirmou Von Der Leyen.

Já o secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, ressaltou que a aliança trabalha em conjunto com a União Europeia para impor penalidades econômicas severas. "Será um preço muito alto para a Rússia", alertou. A Otan é uma aliança militar internacional fundada em 1949 e que tem entre os países-membros os Estados Unidos, o Reino Unido e nações da União Europeia, como a Alemanha, a Itália e a França. A organização teme ataques a outros membros.

De acordo com Von Der Leyen, as sanções contra a Rússia visam os seguintes impactos econômicos:

  • suprimir o crescimento econômico da Rússia;
  • aumentar a inflação;
  • propiciar uma fuga de capital;
  • prejudicar a infraestrutura industrial;
  • dificultar o acesso do país à tecnologia estratégica.

+Rússia x Ucrânia: governo russo proíbe protestos de cidadãos contra guerra

EUA anuncia sanções contra a Rússia

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, também declarou que vai impor penalidades econômicas contra os russos com a finalidade de dificultar o financiamento e a atuação internacional de instituições financeiras russas. Biden ressaltou que vai tomar providências muito mais duras do que as de 2014, quando a Rússia também entrou em conflito com a Ucrânia.

Além de sanções à dívida soberana da Rússia, o pacote de sanções contra a Rússia divulgado pelos EUA incluem:

  • restrições financeiras contra bancos, a elite russa e também familiares do presidente Putin;
  • vedação a financiamento ocidental;
  • proibição de investimentos, comércio e financiamento americano nas províncias separatistas da Ucrânia, apoiadas por Putin;
  • proibição da Rússia emitir novos títulos em seu mercado e comprar títulos no mercado ocidental.

O Reino Unido também anunciou sanções a bancos e cidadãos da Rússia e a Alemanha impediu a operação do gasoduto russo Nord Stream 2.

Guerra na Ucrânia afeta o Brasil

A Rússia é um dos maiores fornecedores de petróleo e gás do mundo e um dos principais impactos na economia brasileira por conta da guerra na Ucrânia é a alta do preço do petróleo, que já superou hoje os US$ 100 pela primeira vez em mais de sete anos, após o anúncio da ofensiva militar pelo presidente russo Vladimir Putin. O conflito Rússia x Ucrânia também afeta os preços do gás natural, de grãos e do óleo de cozinha no Brasil.

Outro reflexo sentido pós invasão russa nesta quinta (24) foi a alta do dólar em 2,02%, cotado a R$ 5,1047, maior percentual diário nos últimos cinco meses. Essa elevação pressiona a indústria do país e pode gerar a escassez mundial de insumos, fazendo com que a economia brasileira possa sofrer com esse atual cenário. Saiba mais aqui.

++++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.