MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Serviços e alimentação puxaram a alta da inflação e IPCA 15 em janeiro

Todas as áreas pesquisadas tiveram alta em janeiro, a maior taxa 1,08% foi registrada na região metropolitana de Salvador tendo influência dos itens de higiene pessoal 4,57% e frutas 9,90%

JEAN ALBUQUERQUE | REDACAO@JCCONCURSOS.COM.BR
Publicado em 26/01/2022, às 16h36

Freepik
Freepik - Serviços e alimentação puxaram a alta da inflação e IPCA 15 em janeiro
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Os serviços e a alimentação puxaram a alta da inflação e o IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15) em janeiro, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira (26) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 

A alimentação e bebidas tiveram uma alta de 0,97% no primeiro mês do ano. A subida de peços foram puxadas pela alta de 1,03% na alimentação no domicílio.  Veja lista de alimentos que subiram de preço:

  • Cebola 17,09%
  • Frutas 7,10%
  • Café moído 6,50%
  • Carnes 1,15%

Alta da Inflação; saiba o que mais subiu 

Outros oito grupos que fazem parte do IPCA-15 impulsionaram a alta da inflação. Para quem precisa se alimentar fora do domicílio ficou ainda mais caro, é que a alimentação fora subiu 0,81% acelerando em relação à alta registrada em dezembro. No mês passado, o lanche que passou de -3,47% para 1,25%, a refeição ficou em 0,63%, abaixo da alta de 1,62% de dezembro.

Os serviços também contribuíram para a alta da inflação. Só para se ter uma ideia, o grupo de saúde e cuidados pessoais subiu para 0,93%, tendo os ítens de higiene pessoal, que ficaram 3,79% mais caros. Moradia também ficou mais caro, o grupo habitação subiu 0,62%, produzindo um impacto de 1,55% na alta do aluguel residencial.

O gás encanado também teve alta de 8,40%, cosequência do reajuste de 17,64% aplicado em São Paulo. Já a anergia elétrica desacelerou para 0,03%, mas depois de subir 0,96% em dezembro. Salvador impulsionou a alta nacional dos preços ao subir em 9,05% com reajuste, no país o serviço subiu 0,28%.

Maior variação de preços; veja 

O vestuário registrou a maior variação de preços. O grupo subiu 1,48%, todos os ítens pesquisados subiram de preço, confira:

  • Roupas masculinas 2,35%
  • Roupas femininas 1,19%
  • Calçados e acessórios 1,20%

Os artigos de residência subiram 1,4%, já os eletrodomésticos e equipamentos nos itens de imobiliário tiveram destaques, 2,26% e 2,04%, respectivamente. As despezas pessoais também houveram aumento de 0,51%, educação 0,25% e comunicação 1,09% subiram este mês. 

Ainda de acordo com o IBGE, a prévia da inflação, IPCA-15 ficou em 0,58%. Houve uma desaceleração com a queda do preço na gasolina, apesar da alta dos alimentos. Em dezembro de 2021a alta foi de 0,78%. O órgão federal informou que todas as áreas pesquisadas tiveram alta em janeiro. A maior foi registrada na região metropolitana de Salvador, onde a taxa subiu 1,08% tendo influência dos itens de higiene pessoal 4,57% e pelas frutas 9,90%. 

*Com informações da Agência Brasil 

+++Acompanhe as principais informações sobre os benefícios sociais no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.