MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Servidores do GSI ligados a gestão anterior serão substituídos, determina Lula

Presidente Lula (PT) determinou substituição de servidores do GSI ligados a gestão do então presidente Bolsonaro após imagens liberadas do 8 de janeiro

Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - Divulgação JC Concursos - Servidores do GSI
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 25/04/2023, às 15h47

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) determinou a substituição de servidores do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) ligados a gestão do então presidente Jair Bolsonaro (PL). A informação foi confirmada pelo ministro interino Ricardo Cappelli, em entrevista ao UOL.  

"Recebi do presidente Lula a determinação de acelerar essas renovações. É o que farei a partir de amanhã", disse Capelli ao portal. Ele ainda ressaltou que o presidente Lula (PT) não irá desmilitarizar o GSI. 

O ministro interino ainda afirmou que é importante não alimentar um falso antagonismo entre civis e militares. "A segurança do presidente sempre foi liderada por militares, em perfeita harmonia com civis e participação da Polícia Federal. Não há nenhuma orientação do presidente Lula no sentido de desmilitarização do GSI".

+ Dia do Trabalho é feriado nacional? Saiba como surgiu a data comemorativa

Saiba quem é o general que poderá assumir comando 

Cappelli, temporariamente no comando do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), afirmou que é natural que um general continue liderando o órgão, que foi comandado por generais do Exército por mais de 85 anos. 

O nome provável para assumir o cargo é o do general Marcos Antônio Amaro dos Santos, que já expressou sua disposição em aceitar o convite. Embora não conheça pessoalmente o general Amaro, Cappelli vê com naturalidade sua possível nomeação. 

Quando questionado se assumiria o comando definitivo do GSI, Cappelli preferiu não comentar, dizendo que sua missão atual é apenas assumir interinamente o cargo designado pelo presidente. O general Amaro já liderou a Casa Militar (antigo nome do GSI) durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Novas imagens dos atos golpistas liberadas 

As novas imagens da invasão golpista de 8 de janeiro ao Palácio do Planalto, em Brasília, foram liberadas no fim de semana por ordem do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Morais. 

Elas mostram falhas na segurança e um membro do GSI interagindo com os golpistas. "Foi quase um milagre a gente ter ultrapassado o dia 8 sem que o pior acontecesse, sem que nós tivéssemos um cadáver. Essa poderia ser a consequência de um enfrentamento mais grave", afirmou o ministro em entrevista ao UOL. 

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.