MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Vereador de Caxias do Sul que fez discurso xenofóbico é alvo de processo

Câmara Municipal, aprovou hoje (2) ação contra vereador de Caxias do Sul que fez discurso xenofóbico; pedido de cassação foi aceito por unanimidade

Sandro Fantinel (sem partido), durante fala xenofóbicas contra baianos
Sandro Fantinel (sem partido), durante fala xenofóbicas contra baianos - Divulgação - Vereador de Caxias do Sul
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 02/03/2023, às 19h32

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O vereador de Caxias do Sul, Sandro Fantinel (sem partido), é alvo de processo de cassação movido pela Câmara Municipal, que aprovou, nesta quinta-feira (2) ação contra Fantinel por unanimidade — 21 votos favoráveis e nenhum contrário. 

Quatro denúncias foram acolhidas pelos vereadores por suposta quebra de decoro parlamentar. Em discurso na Câmara Municipal, nesta terça-feira (28), ele fez comentário xenofóbico e questionou a repercussão do caso envolvendo mais de 200 trabalhadores em situação análoga a escravidão em vinícolas de Bento Gonçalves. 

Além disso, o vereador se referiu ao povo baiano como "gente suja" que querem passar o dia na praia tocando tambor. “Desde quando o patrão paga para os bonitos limparem a casa? A gente deveria contratar os argentinos ao invés daquela gente suja lá de cima”, disse Fantinel. Veja vídeo abaixo:

A Câmara informou que Sandro Fantinel será notificado nesta sexta-feira (3) da abertura de processo de cassação. Após a notificação, os vereadores, para dar concluir o processo, terão 90 dias. 

+ Cidades do Maranhão são investigadas pela PF por superfaturamento na extração de dentes

Vereador foi expulso por partido 

Fantinel foi expulso do Patriota, o partido divulgou nota à imprensa nesta quarta-feira (1º). Trecho do comunicado diz que "o discurso está maculado por grave desrespeito a princípios e direito constitucionalmente assegurados, à dignidade humana, à igualdade, ao decoro, à ordem, ao trabalho, já que se referem de forma vil a seres humanos tristemente encontrados em situação degradante". 

Além disso, o partido político acrescentou que "essa situação torna inconciliável sua permanência nas fileiras do Patriota, partido que prima pelo respeito às leis, à vida e à equidade”, diz nota.

Trabalhadores resgatados 

Mais de 200 trabalhadores em situação análoga à escravidão foram resgatados no último dia 22 de fevereiro, no município de Bento Gonçalves, localizado no Estado do Rio Grande do Sul, em operação conjunta da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal (PF) e Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). 

As vinícolas Aurora, Cooperativa Garibaldi e Salton usavam mão de obra oriunda de trabalho escravo na região. O responsável pela empresa, que mantinha os trabalhadores nessas condições, foi preso e encaminhado para uma delegacia da Polícia Federal (PF) em Caixas do Sul, mas foi solto após pagar fiança de R$ 40 mil. 

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.