MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Guerra na Ucrânia: governo avalia subsídio para evitar alta de combustíveis

Para tentar frear a alta de combustíveis no Brasil por conta dos impactos econômicos da guerra na Ucrânia, governo avalia subsídio. Entenda a medida

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 08/03/2022, às 18h23

Governo avalia subsídio para evitar alta de combustíveis
Governo avalia subsídio para evitar alta de combustíveis - Agência Brasil
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

A forte ofensiva militar da Rússia contra a Ucrânia já deixou mais de 1,7 milhão de refugiados, de acordo com dados da ONU. A Europa vivencia a mais grave crise no período recente da história, que também causa impactos na economia do mundo, podendo elevar os preços em vários setores econômicos. No entanto, para conter os preços no Brasil, o governo avalia subsídio para evitar alta de combustíveis. 

Um dos principais impactos na economia brasileira por conta da guerra na Ucrânia é a alta do preço do petróleo, que já superou os US$ 100 pela primeira vez em mais de sete anos no mês passado, após o anúncio de uma operação militar por Vladimir Putin. Como a Rússia é um dos grandes produtores de petróleo, a investida militar afeta diretamente o preço do petróleo na economia mundial.

+ Estados Unidos joga “bomba atômica” financeira no mundo e corta petróleo russo

Governo avalia subsídio para conter alta dos combustíveis 

Diante da possível crise e alta de preços da gasolina e do diesel, o governo federal pode voltar a discutir a possibilidade de uma subvenção para os preços dos combustíveis no Brasil, segundo a Jovem Pan. A solução seria emergencial parecida com a que foi adotada em 2018 na época do governo do Temer (MDB). 

A informação é a de que o governo avalia subsídio que duraria cerca de três meses. A medida poderia valer para diesel, gasolina e também se estender para o GLP, o gás de cozinha no sentido de amortecer a disparada no preço do barril de petróleo do tipo Brent no mercado internacional. Sobre a questão, ainda não há unanimidade dentro do poder executivo nacional em relação ao financiamento do programa.  

Guerra pode frear crescimento econômico

O conflito militar na Ucrânia afeta os preços do petróleo, do gás natural, de grãos e do óleo de cozinha no Brasil. Além de pressionar a indústria do país por conta da alta do dólar podendo gerar a escassez mundial de insumos, fazendo com que a economia brasileira possa sofrer com esse atual cenário. 

Confira setores econômicos que poderão ser afetados com a guerra na Ucrânia. Veja lista: 

  • Petróleo e gás com preços mais caros;
  • Alta no preço dos alimentos; 
  • Instabilidade econômica pode fazer o dólar subir;
  • Inflação pressionada pela alta da energia e do dólar;
  • Instabilidade afeta o crescimento econômico.

Vale lembrar que a confiança econômica pode ser afetada e se estender por mais alguns meses, a partir do tamanho da guerra, o que contribui para a redução das perspectivas acerca do crescimento econômico no país. Situação que fragiliza ainda mais o mercado nacional o que pode significar uma menor oferta de emprego, já que empresários e investidores estarão temerosos e podem adiar novos projetos ou a possibilidade de uma expansão. 

* Com Jovem Pan 

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.