MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Projetos do governo podem gerar rombo fiscal de até R$ 250 bilhões. Entenda impactos

Rombo fiscal de até R$ 250 bilhões pode impactar as contas públicas com projetos que estão em discussão no governo e no Congresso Nacional. Entenda

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 03/03/2022, às 18h39

Rombo fiscal de até R$ 250 bilhões pode impactar as contas públicas com projetos que estão em discussão
Rombo fiscal de até R$ 250 bilhões pode impactar as contas públicas com projetos que estão em discussão - Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Os projetos em discussão no governo e no Congresso Nacional podem gerar rombo fiscal de até R$ 250 bilhões. As propostas estão na pauta do governo para tentar reaquecer a economia após período de recuo por conta da pandemia de Covid-19. Um mapeamento realizado pela consultoria de Tendências apontou para a ampliação do rombo nas contas da União. 

As medidas são capazes de promover impacto de até R$ 100 bilhões, outras propostas geram aumento de gastos e abrem mão da arrecadação de impostos realizada pelo governo federal. 

+ Governo anuncia redução de até 25 % em impostos sobre a linha branca e carros. Entenda

Rombo fiscal de até R$ 250 bilhões. Entenda impactos 

As propostas incluem desde corte de impostos sobre combustíveis a refinanciamento de dívidas de empresas. O risco de piorar as contas públicas acontece em momento delicado, já que a economia brasileira ainda está se recuperando dos impactos causados pelo vírus. 

Um possível cenário de rombo fiscal pode aumentar a percepção de risco dos investidores com o Brasil. Veja lista:  

  • Correção da tabela do Imposto de Renda;
  • Piso salarial para enfermagem;
  • Gratuidade para idosos no transporte público;
  • Aumento do fundo eleitoral,
  • Isenção do Imposto de Renda para investidores estrangeiros;
  • Derrubada dos vetos do Refis das empresas do Simples Nacional e da isenção tributária para companhias do setor de turismo.

Causam um maior impacto para as contas públicas, as medidas relacionadas à redução dos preços dos combustíveis, permitindo uma renegociação de dívidas (Refis) de médias e grandes empresas. 

Com a redução do IPI, por decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) abriu mão de aproximadamente R$ 19,5 bilhões, na tentativa de estimular a economia. No estudo da Tendências, o pior cenário com a aplicação das medidas pode gerar um impacto de R$ 248,3 bilhões nas contas públicas do país. 

Contas públicas em risco 

De acordo com as simulações realizadas pela Tendências aponta para um possível cenário de risco. Em relação às propostas, nem todas podem ser aprovadas pelo governo, algumas podem ser alteradas. 

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.