MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Não caia no golpe do Auxílio Brasil: é fake mensagem que circula no WhatsApp

Benefício Social que substituiu o Bolsa Família é pago automaticamente para 17,5 milhões de famílias; veja como funciona o golpe do Auxílio Brasil

Mylena Lira | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 31/01/2022, às 21h38 - Atualizado às 22h00

Não caia no novo golpe do Auxílio Brasil
Não caia no novo golpe do Auxílio Brasil - Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Um novo golpe do Auxílio Brasil circula por meio de mensagem repassada pelo WhatsApp. Conteúdo informa que o Governo Federal abriu mais 3 milhões de cadastros para receber a parcela mensal de R$ 400 e, ao final, induz o leitor a clicar em um link para solicitar a ajuda financeira. Mas atenção: não existe um canal para pedir o Auxílio Brasil, fornecido automaticamente pelo Ministério da Cidadania.

O novo programa de transferência já concluiu, de forma automática, a inclusão de todas as 14,6 milhões de famílias que recebiam o Bolsa Família, substituído pelo Auxílio Brasil, e de outros 3 milhões de brasileiros que estavam na fila para receber o auxílio. Assim, não caia no golpe do Auxílio Brasil porque todos que têm direito ao benefício social já foram selecionados pelo governo e receberam a primeira parcela de 2022 entre os dias 18 e 31 de janeiro.

O Auxílio Brasil usa o registro do Cadastro Único. Para integrar o CadÚnico basta comparecer ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo ou a um dos postos de atendimento do CadÚnico. É exigida a comprovação da situação de pobreza ou de extrema pobreza. Porém, no momento, não há previsão para estender o pagamento a mais pessoas.

Segundo consulta à plataforma psafe.com, o link inserido na mensagem falsa do golpe do Auxílio Brasil é potencialmente perigoso e não deve ser acessado. Isso porque, além de correr o risco do sistema ser infectado por vírus, os dados pessoais e financeiros do cidadão podem ficar expostos, o que pode acarretar outras complicações.

Canais oficias do Auxílio Brasil

Para não cair no golpe do Auxílio Brasil, é importante usar apenas os canais oficiais disponibilizados pelo governo. O beneficiário selecionado pelo programa Auxílio Brasil recebe a ajuda financeira por meio de Conta Poupança Digital aberta automaticamente, sem necessidade de clicar em qualquer link ou mesmo comparecer à Caixa Econômica Federal, agente pagador.

A conta pode ser acessada pelo aplicativo CAIXA Tem, que permite realizar compras com o cartão de débito virtual, pagar boletos, contas de água, luz e telefone e fazer transferências. Também é possível efetuar saques sem cartão nos caixas eletrônicos da Caixa e nas lotéricas.

Existe, ainda, o cartão próprio do Auxílio Brasil. Quem não recebeu o cartão específico, pode sacar com o cartão do Bolsa Família, programa vigente até o ano passado. As parcelas do Auxílio Brasil ficam disponíveis para saque por até 120 dias. O pagamento do Auxílio Brasil é efetuado sempre nos últimos 10 dias do mês, de acordo com cronograma baseado no último dígito do Número de Identificação Social (NIS).

No aplicativo Auxílio Brasil GovBr dá para acessar a situação, o valor do benefício e o dia dos pagamentos do novo programa social do Governo Federal. Ele está disponível para smartphone com sistema operacional Android e iOS.

app Auxílio Brasil

Quem tem direito ao Auxílio Brasil?

São elegíveis para receber a assistência financeira as famílias em situação de extrema pobreza, com renda familiar per capita mensal igual ou inferior a R$ 105 e também famílias em situação de pobreza com renda familiar per capita mensal entre R$ 105,01 e R$ 210.

No último caso, é preciso ter na composição familiar, necessariamente, gestantes, nutrizes ou pessoas com idade até 21 anos que tiverem concluído a educação básica ou estejam nela matriculadas.

Obrigações do beneficiário do Auxílio Brasil

A permanência no programa dependerá de frequência escolar mensal mínima de 60% para crianças de 4 e 5 anos de idade, e de 75% para famílias com estudantes de 6 a 21 anos. As famílias também deverão cumprir o calendário nacional de vacinação, fazer o acompanhamento do estado nutricional de crianças com até 7 anos incompletos, e do pré-natal para as gestantes.

++++Confira outras notícias sobre benefícios sociaisl no site do JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.