MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | saúde | Sociedade | youtube jc

Síndrome do pânico: conheça os sintomas e como lidar com o transtorno

Situações de estresse deixam o organismo em estado de alerta, podendo desencadear crises como a síndrome do pânico. Saiba como identificar o transtorno

Glícia Lopes* | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 18/07/2022, às 15h10

Mulher em sofrimento, com as mãos paralelas à cabeça | Foto: Freepik
Mulher em sofrimento, com as mãos paralelas à cabeça | Foto: Freepik
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Mortes, pessoas na miséria, crises climáticas, instabilidade econômica, aumento de demandas no trabalho e mais uma grande incidência de notícias ruins: assim tem sido os últimos dois anos para uma boa parte das pessoas. Por isso, é comum que surjam cada vez mais casos de síndrome do pânico, condição que faz a pessoa entrar em colapso em poucos minutos.

De acordo com a pesquisa National Comorbidity Survey (NCS), dos EUA, as mulheres são as mais afetadas pelo transtorno: 71% para 29% dos homens. A estimativa, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) é de que de 2% a 4% da população mundial sofra com a síndrome.

A rotina é responsável por colocar o indivíduo, muitas vezes, em modo automático. Isso faz com que não se perceba pequenos indícios de que estamos prestes a “falhar”. Como uma espécie de curto-circuito, o organismo, mais cedo ou mais tarde, responderá aos elevados níveis de estresse do cotidiano e essa resposta pode ser traumática.

O transtorno do pânico (TP), como é chamado pela comunidade científica, é caracterizado por fortes crises de ansiedade que surgem de forma súbita e muito intensa, provocando um grande sofrimento psíquico e físico. Pode ser atribuído à sensação de medo, pavor e pânico. Esse evento é tão traumático que, desde a primeira ocorrência, a pessoa leva consigo o medo de acontecer novamente, mudando significativamente seu comportamento.

+++ Alzheimer: saiba quais são os primeiros sintomas da doença

Como identificar um ataque de pânico

Um ataque de pânico é decorrente de elevadas concentrações de adrenalina, que são liberadas pelo organismo humano em situações de estresse. Isso faz com que o corpo se regule para fugir ou agir, diante de um estado de perigo e alerta promovido pelo medo constante. É aí que surgem sintomas da síndrome do pânico que podem envolver:

  • aceleração dos batimentos cardíacos e da respiração;
  • falta de ar;
  • pressão ou dor no peito;
  • palidez;
  • suor frio;
  • tontura;
  • náusea;
  • pernas bambas;
  • formigamento;
  • tremores;
  • calafrios ou ondas de calor;
  • sensação de estar “fora do corpo”;
  • medo de morrer ou de “perder o controle”;
  • desmaio ou vômito no pico da crise.

Diante desses sinais, é importante estar atento, principalmente se você viveu um evento traumático ou se tem familiares com transtorno de ansiedade, o que torna mais suscetíveis os casos. É comum que as pessoas confundam os sintomas físicos da síndrome do pânico com outras doenças, o que pode dificultar o diagnóstico do transtorno.

Como lidar com a crise

Para lidar com a crise, reconheça que está vivenciando uma. Saia do lugar onde o ataque aconteceu, sente-se, respire fundo e lentamente, beba um copo de água e tenha em mente que você não corre perigo e que este é o efeito da crise. Você pode imaginar um local que traga uma lembrança boa ou se apegue à realidade, tocando ou fixando o olhar em objetos conhecidos, a fim de focar no que é real.

A partir da identificação do sofrimento psíquico e da crise, principalmente, é importante entrar em contato com um profissional da saúde mental, a fim de que se realize o diagnóstico adequado. Deve-se diferenciar uma ansiedade habitual e leve do transtorno de ansiedade, pois o segundo pode levar a desenvolver outros transtornos, como a síndrome do pânico. Tenha sempre na rotina, exercícios físicos, importantes aliados no alívio dos sintomas. E, quando receitado, tenha por perto medicamentos que controlem a ansiedade.

Trinta minutos de exercícios físicos por dia é suficiente para se manter saudável?

Confira esta dica de artigo do Blog Medcel. Com base em estudos, o portal responde à pergunta: trinta minutos de exercícios físicos por dia é suficiente para se manter saudável? Assim, você poderá saber a quantidade ideal de tempo para a prática, a fim de estabelecer bons níveis de saúde. No Blog você também confere tudo sobre a área médica, como concursos, especialidades, títulos e notícias da categoria. Aproveite!

+++ Acompanhe as principais informações sobre Saúde no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaques
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.