Comissão especial da reforma administrativa realiza primeira audiência pública

Segundo o relator da comissão especial, o deputado Arthur Oliveira Maia, o plano é ter pelo menos 12 audiências públicos para discutir a reforma administrativa

Redação
Publicado em 21/06/2021, às 13h46 - Atualizado em 22/06/2021, às 10h32

None
Marcelo Casal Jr/Agência Brasil

Hoje (22), a Comissão Especial da Reforma Administrativa inicia as análises para discutir a PEC 32/2020 (Proposta de Emenda à Constituição) em sua primeira audiência pública, intitulada como “Inovação na Administração Pública”.

O debate está agendado para às 15h. Os convidados para debater a reforma administrativa são:

  • o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Caio Mario Paes de Andrade;
  • o presidente da Associação Nacional dos Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (Anesp), Pedro Pontual;
  • o presidente na Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Diogo Costa;
  • o líder de Causas no Centro de Liderança Pública (CLP), José Henrique Nascimento; e
  • a livre-docente e doutora em Direito do Estado pela Universidade de São Paulo (USP) Irene Nohara.

Proposta

A proposta de emenda à Constituição que trata do tema teve sua admissibilidade aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania no fim de maio. O texto restringe a estabilidade no serviço público e cria cinco tipos de vínculos com o Estado.

A comissão especial para analisar a proposta foi instalada no dia 9 de junho. Na primeira reunião de trabalho, realizada na última quarta-feira (16), o relator, deputado Arthur Oliveira Maia (DEM-BA), apresentou plano para realização de 12 audiências públicas, mas o cronograma será reformulado para incluir sugestões do ple deputados. Na reunião, os parlamentares aprovaram 59 requerimentos para convidar mais de 200 nomes para debater a reforma administrativa.

O deputado Fernando Monteiro (PP-PE) é o presidente do colegiado, que é composto por 34 membros titulares e igual número de suplentes.

*trecho com reprodução da Agência Câmara de Notícias

Comentários

Mais Lidas